Estudo geral da CSN: ênfase nas atividades minerárias e siderúrgicas

Estudo geral da CSN: ênfase nas atividades minerárias e siderúrgicas

No presente estudo, analisamos a CSN, Companhia Siderúrgica Nacional, em suas duas principais atividades: a siderurgia e a mineração. Neste estudo, mostramos o cenário geral da empresa com base em fontes primárias.

Como procuraremos demonstrar, a empresa é expressão máxima da desindustrialização relativa que caracteriza o Brasil nos últimos anos, em resumo, lucros gigantescos mais instáveis, condições de trabalho em rápida deterioração.

No primeiro capítulo, mostramos como esse setor é capaz de produzir lucros vultuosos mesmo com poucos investimentos e empregos. A composição acionária da Empresa, mostra como parte desses recursos não ficam sequer nas mãos de capitalistas brasileiros.

O segundo capítulo, examinamos a CSN Mineração, quase que inteiramente voltada a exportação e que nada nos preços variáveis das commodities, sem qualquer contrapartida para seus trabalhadores. Ilustramos com o caso daqueles empregados no município de Congonhas onde está presente a maior mina da Empresa.

Nos terceiros e quarto capítulos, analisamos o cenário não tão positivo da siderurgia no Brasil, predominantemente voltada para o mercado interno, em decadência faz décadas. Apesar disso, a empresa acumulou tantas divisas nos últimos anos, quando o preço do aço foi inflado pela pandemia de COVID-19, que possui uma situação absolutamente sólida. A deterioração das condições de trabalho nesse caso são alarmantes.

Boa leitura!

Acesse o estudo clicando aqui.

Compartilhar:
Anterior

Boletim Contra-Corrente n° 103 – (Des)igualdade de gênero indicadores demográficos e socioeconômicos das mulheres brasileiras

Deixe uma resposta