O colapso do modelo rodoviário no Brasil e a necessidade de um novo plano de mobilidade urbana baseada nos trilhos

“Nesta pesquisa, passamos em revista todas as alterações no setor metroviário nas últimas décadas, envolvendo sua base nacional de trabalhadores e a análise da maior parte das empresas público ou privadas que operam os sistemas metroviários no país.

Sabemos que, na atualidade, os sistemas metroviários brasileiros sofrem um acelerado processo de privatização, por esse motivo, focamos a análise na dinâmica do setor público e privado. Como veremos, o processo de privatização em curso representa um ataque tanto para os trabalhadores do setor como para o conjunto da população que é usuária desses serviços essenciais.

Esta pesquisa, realizada pelo ILAESE, através dos pesquisadores Gustavo Machado e Nazareno Godeiro, pretende demonstrar a falência e a insanidade do modelo rodoviário baseado no automóvel particular e contribuir para a formulação de um novo modelo de mobilidade urbana, socialmente inclusiva e ambientalmente limpa, estruturada a partir do modelo metroferroviário.

É uma contribuição dos trabalhadores e sindicatos do setor metroferroviário (e da Federação Nacional dos Metroferroviários — FENAMETRO) para o debate que se abre na sociedade diante do colapso da mobilidade urbana.”

 

Faça o download do estudo completo aqui.